Governo do Estado do Rio Grande do Sul
Secretaria de Planejamento, Governança e Gestão
Início do conteúdo

Governo reforça canal de denúncias para receber queixas ligadas à Covid-19

Publicação:

Selo Disque denúncia 1
- - Foto: Reprodução

Como forma de estimular a participação dos cidadãos na fiscalização dos protocolos de prevenção à Covid-19, o governo do Estado está adaptando os canais do Disque-denúncia 181 para receber também queixas de descumprimento das medidas sanitárias – como aglomerações e festas clandestinas.

Para isso, basta ligar para o telefone 181 ou entrar no site denuncia181.rs.gov.br e informar o fato e o local onde ocorreu. Quem quiser também poderá anexar imagem ou áudio, por exemplo. Não é preciso se identificar.

O Disque-denúncia, que já era operado pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) para outros tipos de reclamações, conta agora com um fluxo organizado e seguro para tratamento dessas informações relativas à pandemia e ao Distanciamento Controlado. Começa na central de triagem e é encaminhado para Brigada Militar, Polícia Civil, prefeituras ou outros órgãos, conforme cada caso.

“Quem vai a um restaurante ou loja e vê que está sendo descumprido um protocolo, precisa fazer a denúncia. É um dever de responsabilidade, de cidadania. E é um direito do cidadão exigir que todos façam a sua parte”, afirma o governador Eduardo Leite.

Selo Disque denúncia 2
- - Foto: Reprodução

Pelo Disque-denúncia 181, é possível reportar, entre outras, as seguintes situações:

  • Aglomeração em local público ou privado
  • Estabelecimento comercial aberto em horário proibido pela bandeira vigente
  • Não uso de máscara
  • Distanciamento entre mesas inferior ao mínimo determinado em empresas
  • Lotação acima do permitido no transporte público

A partir de sábado (24/4), o governo do Estado lançará uma campanha publicitária chamando a população a contribuir com a fiscalização dessas medidas em todo o Rio Grande do Sul. Serão anúncios impressos, em rádios e outdoors com o mote “Ajude a salvar vidas”.

Texto: Ascom EDP, SSP e SES
EDP Escritório de Desenvolvimento de Projetos